Últimas notícias
FACCAT FACCAT
Secretaria_da_Justiça_lança_edital_para_financiar_projetos_com_foco_na_atenção_à_criança_e_ao_adolescente

Secretaria da Justiça lança edital para financiar projetos com foco na atenção à criança e ao adolescente

Por Giovanna Sommariva/Ascom SJCDH       Foto: Freepik

ESTADO - A Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos e o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e Adolescente do estado (CEDICA RS) tornaram público, na última semana, por meio do Diário Oficial do Governo, o Edital FECA nº 01/2020 CEDICA/RS.

Com o objetivo de viabilizar projetos voltados ao atendimento, direto e indireto, de crianças e adolescentes, o edital está disponibilizando R$ 2.010.000,00 (dois milhões e dez mil reais) de recurso do Fundo Estadual Para a Criança e Adolescente (FECA).

O Secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Mauro Hauschild, destaca a comissão criada pela SJCDH para a elaboração dos editais. "Contando com a participação da Comissão de Legislação e Normas do CEDICA, as linhas de financiamento aprovadas para o edital dialogam com as diretrizes e objetivos estratégicos do Plano Decenal dos Direitos Humanos da Criança e do Adolescente do Estado. Este é o nosso trabalho: oferecer oportunidades", finalizou Hauschild.

De acordo com a Constituição Federal, o cuidado, a proteção e a defesa de crianças e adolescentes é dever da família, da sociedade e do estado. A Coordenadora da Política para a Criança e Adolescente, Juçara Vendrusculo, afirmou que "uma forma de podermos atender nossas crianças e adolescentes é por meio de parcerias e convênios entre a sociedade civil e o poder público. Assim, o simples fato de destinar uma parte do imposto de renda devido para o FECA, Fundo Estadual da Criança e do Adolescente, ou aos Fundos municipais, estaremos respeitando o Vir a Ser das Crianças".

A Presidente do CEDICA RS, Lucia Flesch, enfatiza as modificações do presente edital em relação ao último, levando em conta a mudança na forma de cadastramento dos projetos no Portal de Convênios e Parcerias do RS, conforme passo a passo descrito no próprio Edital. "É preciso ficar de olho nos prazos, visto que as organizações precisam estar com a documentação atualizada junto aos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), e que os Conselhos Municipais precisam tomar conhecimento e validar os projetos que serão apresentados ao Edital", concluiu a mesma.

Dando ênfase na promoção de direitos humanos e na proteção integral e prioritária do segmento criança e adolescente, o edital oferece as seguintes ações:

Implementar e fortalecer ações preventivas e/ ou protetivas para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e/ou risco pessoal e/ou social;
Promover o fortalecimento do trabalho em rede e parcerias;
Realizar ações integradas nas áreas da educação, saúde e assistência social;
Promover atividades relacionadas ao esporte, cultura e lazer.
O mesmo conta com seis linhas de financiamento, sendo classificadas de acordo com o trabalho realizado por cada organização. São elas:

Enfrentamento da violência doméstica, física, psicológica, sexual, bem como as demais formas de violência contra crianças e adolescentes;
Atendimento ao adolescente e ao jovem de até 21 anos de idade em cumprimento de medida socioeducativa de semiliberdade, meio aberto e egressos, especialmente para inserção profissional;
Atendimento às adolescentes em situação de vulnerabilidade social, especialmente na garantia dos direitos sexuais e reprodutivos, saúde e higiene, bem como diálogo sobre questões relacionadas a gênero e diversidade sexual;
Erradicação do trabalho infantil, exploração sexual, proteção no trabalho e promoção da profissionalização e inserção de adolescentes no mercado de trabalho;
Atendimento a crianças e adolescentes com deficiência;
Atendimento a crianças e adolescentes em acolhimento institucional e familiar, egressos e suas famílias.
O valor máximo individual dos projetos financiados pelo edital para atendimento direto será de R$ 60.000,00 (sessenta mil reais) e para atendimento indireto será de R$ 30.000,00 (trinta mil reais). O atendimento direto é realizado por aquelas organizações da sociedade civil que executam serviços, programas e projetos diretamente com crianças, adolescentes e suas famílias. Já o atendimento indireto é realizado por aquelas organizações da sociedade civil que desenvolvem ações de assessoramento e formação na promoção, proteção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes; e aquelas que tenham em suas finalidades a defesa, a garantia e efetivação dos direitos de crianças e adolescentes.

Para conferir os critérios para seleção e avaliação das propostas, assim como mais informações referentes ao edital, acesse o link https://www.diariooficial.rs.gov.br/materia?id=482562

Sobre o FECA

O Fundo Estadual da Criança e do Adolescente (Feca), criado pela Lei 10.250, em 30 de agosto de 1994, é uma unidade orçamentária de captação e de aplicação de recursos a serem utilizados no desenvolvimento de programas e atividades destinadas à promoção e à proteção da infância e da adolescência.

Administrado e gerido pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDICA), a gestão, o monitoramento e a avaliação das parcerias e convênios com recursos do Fundo é realizada pela Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos.

Entre os anos de 2016 e 2019 foram contemplados 72 projetos de organizações da sociedade civil e 9 projetos de órgãos governamentais com recursos do Fundo, totalizando 81 projetos beneficiados.

 

Mais Notícias


Saúde

Caps de Parobé atende em novo espaço


Parobé

Prefeitura de Parobé decreta luto de dois dias pelo falecimento do Soldado Robson Pessota


Saúde

Riozinho tem um paciente na UTI por Covid-19


Rolante

Secretaria da Saúde e Cosems orientam hospitais a manter capacidade máxima de atendimento


Rolante

CNHs vencidas na pandemia deverão ser renovadas ao longo de 2021


Rolante

Estado e municípios traçam novas estratégias para enfrentar pandemia de Covid-19


Rolante

Governo inicia entrega de 50 mil Chromebooks para a rede estadual


Polícia

Brigada Militar realiza prisões por receptação em Parobé e Campo Bom


Rolante

Após quase cinco anos, Estado quita folha salarial em dia


Politica

Em tempos de pandemia, Câmara de Parobé se reinventa e faz premiação online


Cultura

Igrejinha divulga lista de espaços culturais contemplados a receberem subsído com recusrsos da Lei Aldir Blanc


Rolante

Confirmados 02 novos casos de Coronavírus em Rolante


Rolante

Rippel reúne-se com diretoria do Sindicato dos Trabalhadores no Calçado e Vestuário de Rolante


Polícia

Brigada Militar apreende menor com mais de meio quilo de maconha em Três Coroas


Rolante

Jovens concluem ciclo de oficinas realizadas pela parceria do SINE Rolante com a Faccat


Rolante

Projeto de historiadora rolantense visa criar mapa patrimonial colaborativo do município


Rolante

Prêmio principal do NFG de novembro vai para o Vale do Paranhana


Educação

Tecnologia irá auxiliar os alunos na retomada das aulas em Igrejinha


Parobé

CRAM de Parobé lança campanha Os 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência contra as Mulheres


Educação

AMIFEST divulga resultado financeiro do Oktober em Casa